enxaqueca-dor-20141402-size-598

4 dicas para lidar com a enxaqueca

A enxaqueca, um tipo de cefaleia (popularmente conhecida como “dor de cabeça”), atinge cerca de 30 milhões de brasileiros, sendo que 75% são mulheres. Não à toa, é um dos temas mais pesquisados Mais »

Mamografia ajuda a prevenir. Cuide-se!

21385426022012MAMOGRAFIA

A estimativa é alarmante: a expectativa do Ministério da Saúde para o próximo ano é de cerca de 50 mil novos casos de câncer de mama no Brasil.
Não se sabe exatamente o que pode causá-lo, mas, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), há alguns fatores de risco associados à doença que podemos considerar:

- Histórico familiar, especialmente se um ou mais parentes de primeiro grau (mãe, pai, irmã ou irmão) foram acometidos antes dos 50 anos de idade;

Displasia mamária

O termo displasia mamária está caindo em desuso porque dá ideia de doença quando o que acontece é uma alteração funcional bastante comum da mama. Considerando que a normalidade no tecido mamário é difícil de ser definida em razão das modificações naturais verificadas nas mamas ao longo da vida, os médicos preferem falar agora em Alteração Funcional Benigna da Mama (AFBM). Uma dessas alterações é a mastopatia fibrocística, em que a mama apresenta um aspecto denso e tem-se a impressão de existirem vários caroços nos seios. No entanto, não há formação de um nódulo verdadeiro, apenas dor e retenção hídrica no tecido da mama, especialmente na fase pré-menstrual (a dor pode ser tão intensa que não permite à mulher deitar-se de bruços ou praticar exercícios). Outra AFBM frequente é o chamado fibroadenoma, um tumor benigno da mama, sólido, fibroelástico, móvel e bem regular. É importante registrar que essas alterações não induzem e nem se transformam em câncer de mama. Assim, o risco de câncer de mama é o mesmo para a mulher que apresenta alteração benigna funcional de mama daquela que não apresenta. Entre os 15 e 40 anos de idade é a época em que as AFBMs se manifestam. Elas tendem a melhorar após a gestação e a lactação e a desaparecer depois da menopausa.

Por que aparece - Não existe certeza sobre quais fatores determinam o aparecimento das AFBMs.

Diagnóstico - As queixas da paciente e o exame clínico permitem ao médico fazer o diagnóstico.

Riscos – Não há perigo de uma AFBM se transformar em câncer. No entanto, pelo fato de as mamas apresentarem um tecido mais denso, pode ficar difícil a identificação de uma lesão suspeita. O próprio autoexame fica prejudicado. É por isso que os médicos costumam solicitar a ultrassonografia com maior frequência em mulheres com AFBM.

Tratamento - A maioria das mulheres não necessita de nenhum tratamento. Mas quando os sintomas incomodam muito, o médico poderá sugerir o uso de pílulas anticoncepcionais, diuréticos leves e analgésicos. Outra recomendação útil é adotar o uso de sutiãs com alças largas de sustentação para aliviar o impacto dos seios inchados.

Será que estou grávida?

Gravidez-sintomas

Confira o sintoma e descubra o que pode causá-lo, além da gravidez, é claro.

Ausência da menstruação

Principal sinal de que uma mulher está grávida. Assim que o óvulo é fecundado, e até o final da gravidez, aparecem os hormônios que suspendem a menstruação.
Quando aparece: durante toda a gravidez.
Outras causas: aumento ou perda excessiva de peso, problemas hormonais, acarretando a não ovulação, tensão emocional, stress, medicação.

Estrias: como lidar com as marcas incoveniente

Estrias-gravidez
Nos dicionários, a estria é definida como “pequena linha”, “filete”, “sulco muito estreito” e “linha extremamente fina”. Dito desse modo, parece algo quase imperceptível, para o qual não se deve dar importância. Mas sabemos que não é assim. As cicatrizes resultantes do rompimento de fibras elásticas e colágenas da pele – geralmente provocado pelo desenvolvimento do corpo durante a adolescência, a gravidez ou por ganhos abruptos de peso – são uma das marcas dérmicas que mais desagradam às mulheres.

4 dicas para lidar com a enxaqueca

enxaqueca-dor-20141402-size-598

enxaqueca, um tipo de cefaleia (popularmente conhecida como “dor de cabeça”), atinge cerca de 30 milhões de brasileiros, sendo que 75% são mulheres. Não à toa, é um dos temas mais pesquisados no nosso site.

Dor, abuso de analgésicos e idas constantes ao pronto-socorro fazem parte da rotina de quem sofre de enxaqueca e não consegue tratamento adequado. Você sabia que, no Brasil, apenas 56% dos pacientes procuram atendimento, e desses, só 16% se consultam com especialistas em cefaleias?

Caxumba e meningite: conheça as diferenças entre os sintomas

duvida1-300x215

caxumba raramente pode resultar em complicações mais graves e não tem tratamento específico, apenas repouso e espera. A melhor forma de prevenir é através da vacina. Já a meningite deve ser tratada com extremo cuidado, pois pode levar até a morte. A confusão dos sintomas pode fazer com que o diagnóstico médico não seja feito rápido o suficiente, gerando consequências para o paciente. Assim, conheça mais sobre as doenças e, ao menor sinal ou sintoma de qualquer uma das duas, procure um especialista:

MIOMA

saude-da-mulher

Miomas ou fibromas são tumores benignos do útero, consistindo em uma desordem hormonal que causa um enovelamento das fibras musculares e assim, forma nódulos nesse órgão. Geralmente, localizam-se no trato genital. Possuem uma coloração esbranquiçada e sua consistência é firme. Em sua maioria, os miomas são múltiplos.
Fibroma é uma doença que afeta cerca de 50% das mulheres, em sua maioria de pele negra. Outros fatores que elevam a propensão do desenvolvimento do mioma são a obesidade e a nuliparidade (não ter filhos).
O estrogênio é o principal causador dessa doença. Por isso, a maior incidência de miomas ocorre no período máximo da reprodutividade feminina, até a chegada da menopausa.

TROMBOEMBOLISMO VENOSO

Mulher-com-dor

Tromboembolismo venoso (TEV) é o termo empregado para designar a combinação de duas doenças, a trombose venosa profunda (TVP) e a embolia pulmonar (EP). A trombose venosa profunda é uma doença causada pela formação de coágulos no interior das veias profundas, geralmente nos membros inferiores. E embolia pulmonar é a obstrução das artérias do pulmão causada pela formação de coágulos (trombo).

É uma doença decorrente de condições variadas, adquiridas ou congênitas. Dentre os principais fatores de risco para o desenvolvimento dessa doença estão:
• Cirurgia e Trauma;
• Idade;
• Obesidade;
• Câncer;
• Gravidez e pós-parto;
• Tabagismo;
• Varizes;
• Uso de anticoncepcional.

Apesar de serem duas doenças combinadas, o tratamento do Tromboembolismo venoso deve ser único. É uma doença de alto risco, podendo levar a óbito caso não ocorra o tratamento adequado.

TPM

tpm2

A TPM ou Síndrome pré-menstrual é o período cíclico que precede a menstruação. Nesse intervalo de tempo, podem aparecer sintomas psíquicos e físicos, que geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual. Em algumas mulheres, a TPM é interrompida somente com o fim do fluxo.

ENDOMETRIOSE

endo

Doença caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, esse endométrio que aumentou descama e é expelido na menstruação. Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã da paciente sofrem com a doença.

CÓLICA

colica

A cólica, também conhecida por dismenorreia, é o sintoma mais comum que acompanha a menstruação. Juntamente à tensão pré-menstrual, é uma das principais queixas das mulheres.

Há dois tipos de cólica: a primária, que existe desde a menarca (nome dado à primeira menstruação) juntamente com o início dos ciclos ovulatórios; e a secundária, que surge após um período sem dor.

A cólica primária é de natureza desconhecida e inata ao organismo feminino. Já a cólica secundária pode ser provocada por doenças como inflamações pélvicas, endometriose e miomas.

EXERCÍCIOS FÍSICOS NA GESTAÇÃO

beneficios-atividade-fisica-gravidez

Exercícios físicos são recomendados a todos e, em especial, para grande parte das grávidas, trazendo benefícios não apenas para a futura mãe como também para o bebê.

A prática de exercícios físicos reduz o risco de complicações obstétricas, gera maior controle de ganho de peso da mãe e atua positivamente no estado psicológico, diminuindo a incidência de depressão e estresse.

Lembre-se de que alguns cuidados devem ser tomados ao praticar as atividades físicas: use roupas frescas, evite altas temperaturas e beba muita água para se manter hidratada. Também é importante conversar com seu médico sobre o uso de protetor solar, pois o sol pode aumentar as manchas na pele da gestante, principalmente na face.

INJEÇÃO ANTICONCEPCIONAL

injecao-mulher

A injeção anticoncepcional é um método contraceptivo que possui em sua fórmula a combinação de progesterona ou associação de estrogênios, com doses de longa duração. A injeção pode ser mensal ou trimestral, e deve ser aplicada na região glútea.

Para os anticoncepcionais mensais, as vantagens e desvantagens são as mesmas da pílula anticoncepcional. Para os anticoncepcionais injetáveis trimestrais, existe a vantagem de serem aplicados a cada três meses, mas há a desvantagem de provocarem a ausência de menstruação no início do tratamento. O retorno da fertilidade (capacidade de engravidar) ocorre vagarosamente, cerca de nove meses após a última injeção trimestral.

Osteoporose: veja o que você precisa saber a respeito

A osteoporose é uma doença que acelera a perda de massa óssea, sendo um problema que acontece com o envelhecimento. Em algumas pessoas, a perda de massa é muito maior, devido à pouca absorção de minerais essenciais e de cálcio. Se quer entender um pouco mais sobre essa doença fique por aqui, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre a osteoporose e o que fazer para evitar.

Infelizmente, a maioria dos pacientes que sofrem com osteoporose são mulheres. Em cada quatro indivíduos com a doença, três são mulheres, pois a pós-menopausa contribui muito para a perda de massa óssea. A falta do estrogênio, que é um hormônio feminino, deixa os ossos porosos como uma esponja, além disso, o envelhecimento contribui muito para o aparecimento do problema.

Cuidando da higiene íntima

Procure usar apenas produtos que respeitem o pH ácido da região íntima

A higiene íntima feminina está rodeada de mitos: a mulher pode fazer ducha? Tem de usar sabonete especial? A limpeza, porém, é a mais simples possível, sem grandes mistérios ou truques, conforme afirmam os médicos especialistas.

A vagina tem uma proteção natural e é capaz de se manter limpa sozinha. A lubrificação é capaz de manter a parte interna protegida e higienizada sem interferência externa. Inclusive, o exagero de limpeza pode ser prejudicial: sabonetes, duchas internas e outros produtos podem remover essas barreiras naturais e deixar a região vulnerável.

mioma

moima-uterino

Miomas ou fibromas são tumores benignos do útero, consistindo em uma desordem hormonal que causa um enovelamento das fibras musculares e assim, forma nódulos nesse órgão. Geralmente, localizam-se no trato genital. Possuem uma coloração esbranquiçada e sua consistência é firme. Em sua maioria, os miomas são múltiplos.
Fibroma é uma doença que afeta cerca de 50% das mulheres, em sua maioria de pele negra. Outros fatores que elevam a propensão do desenvolvimento do mioma são a obesidade e a nuliparidade (não ter filhos).

Sintomas do Climatério

Menopausa-1

Os sintomas do climatério geralmente iniciam por volta dos 50 anos de idade e marcam o fim da fase reprodutiva da mulher. Os principais sintomas do climatério são as ondas de calor repentinas e a falta de desejo sexual.

Estes sintomas surgem um pouco antes da última menstruação e podem durar de 2 a 3 anos. Além destes, outros sintomas típicos do climatério incluem:

Ovários policísticos pedem vigilância continua

SOP

Em medicina, classifica-se como “síndrome” uma doença caracterizada por um conjunto de sintomas. No caso dasíndrome dos ovários policísticos (SOP), que afeta entre 5% e 10% das mulheres em idade reprodutiva, os principais são irregularidade no ciclo menstrual (atraso, ou adiantamento ) e sangramentos excessivos, que refletem ovulação e produção hormonal anormal e podem resultar em infertilidade. Outros sinais comuns são excesso de pelos (problema também chamado de hirsutismo) e acne.

A síndrome é caracterizada por ovários maiores que o normal, com muitos cistos, e é provocada pelo excesso de um hormônio chamado androgênio. Esse excesso estimula o crescimento de pelos e a produção de oleosidade pela glândula sebácea — o que facilita a instalação de infecções características das espinhas. No entanto, a origem da acne é multifatorial e não resulta apenas da ação de androgênios.

Cuidados com a Saúde íntima da Mulher

viver-bem1

- Use sabonete neutro ou produtos apropriados para a higiene da região genital. Evite os sabonetes comuns e os que contêm cremes hidratantes. Esses são ótimos para a pele, mas péssimos para a vagina. Pode-se ter dois sabonetes, um para as mucosas, outro para o resto do corpo.

- Evite desodorantes íntimos e produtos como talcos e perfumes.

- Evite excessos, como lavagens exageradas na região genital, que podem retirar a proteção natural da vagina.

Nódulo com fibrose indica câncer de mama?

Perguntas

Minha mãe faleceu de câncer de mama e estou com um nódulo com fibrose no seio direito. Antes era sempre cisto que acusava em meus exames de prevenção que faço a cada 6 meses. Será que essa evolução de cisto para nódulo com fibrose já é um aviso de que terei câncer? Obrigada.

Devido ao seu histórico, você deve estar mais atenta e seguir de perto com seu médico alterações na mama, mas ter uma fibrose não significa que você vai ter câncer de mama. Apenas uma minoria das mulheres com câncer de mama tem fatores hereditários relacionados.