Fim da menstruação exige cuidados extras

A menopausa não marca apenas a última menstruação espontânea da mulher e o início ao período não reprodutivo, também chamado de climatério. Nessa fase, o corpo feminino passa por modificações hormonais, como o encerramento gradual da produção de estrogênio pelos ovários, até que estes órgãos parem de funcionar. Algumas dessas mudanças podem facilitar o aparecimento de doenças, como osteoporose, e por isso o acompanhamento médico é fundamental.

A chegada da menopausa ocorre em média aos 51 anos, mas pode variar entre os 45 e 55. A transição entre o período reprodutivo (que vai da primeira até a última menstruação) e o climatério caracteriza-se pelo surgimento de alguns sintomas, como fluxo menstrual irregular, eventualmente mais intenso, e intervalos longos entre os sangramentos. Outros sinais são as famosas ondas de calor, suores noturnos, ressecamento vaginal, que pode contribuir para a redução do desejo sexual, irritabilidade, depressão e diminuição da atenção e memória.

A menopausa é diagnosticada depois que a mulher permanece por um período de 12 meses sem qualquer sangramento. Alguns fatores podem interferir na sua chegada, como estresse, uso de medicamentos contra depressão e tabagismo. O vício no cigarro, por exemplo, provoca morte celular e acelera o desaparecimento dos folículos ovarianos, o que resulta na antecipação da menopausa em até três anos.

Hormônios

A modificação na produção hormonal, principalmente de estrogênio, contribui para o surgimento de algumas doenças. Entre elas está a osteoporose, caracterizada pela perda de cálcio nos ossos, deixando a pessoa mais vulnerável a fraturas. Outros efeitos na saúde são aumento do colesterol e da possibilidade de ter problemas cardiovasculares.

Alguns tratamentos com hormônios ajudam a prevenir essas doenças e a melhorar a qualidade de vida. A Sociedade Norte-Americana de Menopausa (NAMS, na sigla em inglês) sugere que a terapia hormonal (TH) seja ministrada o mais próximo possível do início da menopausa, mas somente quando indicada para tratar sintomas relacionados ao climatério. Assim, diminuiriam os riscos relacionados à TH, como problemas cardiovasculares e tromboses.

Outra possibilidade de controle dos sintomas da menopausa é manter hábitos saudáveis, como realização de exercícios físicos, adoção de uma alimentação balanceada e variada, com baixo teor de gordura, ingestão moderada de álcool e evitar fumar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree