Será que estou grávida?

Gravidez-sintomas

Confira o sintoma e descubra o que pode causá-lo, além da gravidez, é claro.

Ausência da menstruação

Principal sinal de que uma mulher está grávida. Assim que o óvulo é fecundado, e até o final da gravidez, aparecem os hormônios que suspendem a menstruação.
Quando aparece: durante toda a gravidez.
Outras causas: aumento ou perda excessiva de peso, problemas hormonais, acarretando a não ovulação, tensão emocional, stress, medicação.

Seios inchados, pesados e doloridos

Antes de ficar menstruada, os seios se tornam mais sensíveis. Na gravidez, porém, há outros sinais: eles aumentam de tamanho e ficam doloridos.
Quando aparece: 1 a 4 semanas após a fecundação.
O que fazer:
usar um sutiã que acompanhe o tamanho dos seios, sem comprimi-los.
Outras causas: desordem hormonal, proximidade da menstruação, uso de pílula anticoncepcional.

Escurecimento dos mamilos

As aréolas (região em torno do bico do seio) podem ficar mais escuras por causa dos hormônios da gravidez.
Quando aparece:
entre a 1ª e a 14ª semanas de gestação e permanece assim por nove meses.
Outra causa:
desordem hormonal.

Enjôos e vômitos (ou ânsia de vômito)

Embora não se saiba exatamente a causa, as mudanças hormonais do início da gravidez são fatores importantes. Os três primeiros meses são os piores. Raramente, os enjôos continuam depois, mas lembre-se: nem todas as mulheres enjoam na gravidez.
Quando aparece:
2 a 12 semanas após a fecundação.
O que fazer:
comer moderadamente, fazendo seis refeições por dia.
Outras causas:
intoxicação alimentar, stress, problemas de estômago.

Tonturas e mal-estar

Mudanças bruscas de posição, como sair rapidamente da cama de manhã, podem deixá-la meio tonta. A pressão arterial, mais baixa na gravidez, e o aumento da circulação sangüínea predispõem ao mal-estar.
Quando aparece:
desde o início da gravidez, principalmente no segundo trimestre.
O que fazer:

Comer com intervalos pequenos. O ideal é não passar mais de três horas sem se alimentar;
evitar movimentos bruscos, para que a pressão sangüínea se adapte ao novo ritmo;
não ficar em pé por muito tempo e colocar os pés para o alto, sempre que possível, para melhorar a circulação.
Outras causas:
uso de medicamentos para hipertensão, labirintite.

Cansaço e sonolência

Causados pelos altos níveis de um hormônio – a progesterona.
Quando aparece:
2 a 6 semanas após a fecundação.
O que fazer:

Se possível, dormir um pouco após as refeições, mas, antes, andar pela casa;
dormir, pelo menos, 8 a 10 horas por dia;
não abusar dos exercícios físicos ou das atividades domésticas.
Outras causas:
cansaço por excesso de atividade física ou mental, depressão, resfriado ou gripe.

Vontade de fazer xixi a toda hora

Na grávida, a vontade aumenta porque a bexiga é comprimida pelo maior volume do útero.
Quando aparece:
6 a 8 semanas após a fecundação.
O que fazer:

Se sentir dor ou ardência ao urinar, procurar o médico;
não diminuir a quantidade de água que você bebe, com a intenção de urinar menos;
fazer xixi sempre que tiver vontade. Urina retida por muito tempo, pode provocar infecção.
Outras causas:
infecção urinária, diabetes, excesso de alimentos diuréticos.

Dor nas costas

Aparece, principalmente, quando o abdômen está mais volumoso. Em geral, o peso do bebê muda o centro de gravidade do corpo da gestante.
Quando aparece:
a partir do 6º mês. 
O que fazer:

Praticar exercícios apropriados para gestantes;
observar se sua postura está correta;
controlar o peso;
não curvar demais a coluna;
sentar-se com as costas e os pés bem apoiados;
deitar de lado para facilitar a circulação.
Outras causas:
problemas na coluna ou excesso de atividade física ou mental.

Azia

Os hormônios da gravidez agem sobre a musculatura do estômago e dos intestinos, deixando a digestão mais lenta. Os gases aumentam e a eliminação fica mais difícil. Outra causa é a compressão do útero sobre o estômago.
Quando aparece:
principalmente a partir do 6º mês.
O que fazer:

Mastigar muito bem os alimentos;
não deitar logo após as refeições. Ficar em pé por alguns minutos, principalmente depois do jantar;
alimentar-se em pequenas quantidades e diversas vezes durante o dia;
evitar frituras, comida muito quente e/ou excessivamente temperada, frutas cítricas, café, chocolate e bebidas gasosas.
Outra causa:
hérnia de hiato.

Prisão de ventre

Os intestinos ficam mais lentos, em conseqüência da ação da progesterona sobre o aparelho digestivo e é normal sentir cólicas. O aumento do útero também dificulta o trabalho dos intestinos.
Quando aparece:
progressivamente, com o evoluir da gravidez.
O que fazer:

Comer muita fibra de trigo e saladas, principalmente com muitas folhas;
tomar muito líquido, no mínimo, seis copos de água por dia;
fazer caminhadas regulares.
Outra causa:
maus hábitos alimentares.

Fome insaciável

Vontade incontrolável de comer e a impressão de estar sempre com o estômago vazio. Nas primeiras semanas de gravidez, é normal.
Quando aparece:
geralmente, no primeiro trimestre.
O que fazer:

Não comer por dois;
entre as refeições, prefira uma fruta ou um pedaço de queijo. Evite doces.
Outra causa:
alterações emocionais.

Pequeno sangramento e cólica

Decorrem da implantação do embrião no útero (nidação).
Quando aparece:
por volta do dia em que a menstruação é esperada.
Outra causa:
contração uterina mais intensa, acarretando ruptura de algum vaso.

Temperatura alta

Após a concepção, e durante toda a gestação, a temperatura do corpo aumenta levemente de 0,2º a 0,3º.

Uma resposta para Será que estou grávida?

  1. Eu777 disse:

    Boa noite,

    Tomo ciclo21 há 3 anos.Sempre apos a cartela
    espero 5 dias para vir a menstruação. Geralmente
    ela chega no 5º ou 6º dia. Assim, minha menstruação vem pouca
    mas geralmente fica uns 3 dias com sangramento[o mais intenso
    no 2ºdia] e depois somente algumas “sujeirinhas”
    Minha ultima cartela comecei no dia 25/12/2012 e terminou no dia 14/01/2013. Minha menstruação que deveria vir no dia 19/01/2013
    veio no dia 20/01/2013["sujeirinhas"]21/01/2013[sangramento]
    e findou no dia 22/01/2013. Gostaria de saber, se mesmo que
    tenha tido relações sexuais entre os dias 6 e 7/01/2013,
    há previsao de eu estar grávida, ainda que eu esteja tomando remedio
    há tanto tempo e nao estar sentindo nauseas/vomitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree