Dá pra confiar na Pílula?

pilula-anticoncepcional-para-controle-de-fluxo-menstrual-69-352

O contraceptivo oral combinado – mais conhecido como pílula – é o método anticoncepcional mais comum que existe: calcula-se que aproximadamente 100 milhões de mulheres façam uso desse método em todo o mundo. Com tamanho contingente de usuárias, não é à toa que a pílula seja constantemente estudada – e isso desde que surgiu, na década de 60. Um dos objetivos dos estudos é buscar diminuir a dose de hormônios e, com isso, minimizar riscos e manter a eficácia contraceptiva.

Atualmente estão disponíveis os contraceptivos de ultrabaixa dose que, mesmo com a menor quantidade possível de estrogênio e progesterona, continua garantindo proteção contra uma gravidez não planejada, com um índice de sucesso estimado em 99,9%. Especialistas asseguram que esse método é confiável, mas ressaltam que a eficácia do produto depende do uso correto. Isso inclui começar a cartela no dia certo, tomar os comprimidos no mesmo horário, não esquecer nenhum dia e observar a ocorrência de vômitos e/ou diarréia até duas horas depois da tomada do comprimido (o que pode interferir na sua absorção).

O contínuo esforço de pesquisadores e laboratórios em diminuir as doses hormonais também visa reduzir os efeitos indesejados, como náusea, dor de cabeça e retenção de líquidos, objetivo que vem sendo alcançado com sucesso. Isso permite uma maior aceitação do método e oferece às usuárias benefícios que ajudam a promover qualidade de vida, como por exemplo, diminuição dos sintomas pré-menstruais (cólicas, TPM, dor nas mamas), redução do fluxo menstrual, regularização do ciclo, melhora da pele e prevenção da osteoporose, entre outros.

Nunca é demais lembrar que um bom acompanhamento médico é fundamental na hora de escolher o método anticoncepcional e durante o seu uso, para reduzir riscos e garantir os benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree