Saiba mais sobre Ultrassom 3D/4D

A Clínica IAM (Instituto de Assistência à Mulher), pioneira em nível regional em ultra-sonografia 3D/4D oferece a mais alta tecnologia a serviço da vida. No IAM o seu bebê só falta falar. Venha viver essa alegria.

Entenda a Ultrassom 3D/4D:

O ultrassom em 3-D mostra fotos do bebê em três dimensões, e dá para ver o rostinho dele com detalhes. A ultrassonografia em 4-D (que conta o tempo como a quarta dimensão) mostra essas mesmas imagens, só que em movimento.

Todo mundo fica superansioso para ver o bebê pela primeira vez na tela do ultrassom, mas na hora “H” é difícil distinguir a carinha do filho naquela imagem borrada, sem muita definição. O problema é que o ultrassom deixa o bebê “transparente”, ou seja, você enxerga os ossos e órgãos internos, em vez da pele.

Com os ultrassons em 3-D e 4-D, o que se enxerga é a pele que cobre o bebê. Dá para ver o formato do nariz e da boca, observar um bocejo ou vê-lo colocando a língua de fora. Dá para ver até se ele se parece mais com a mãe ou com o pai.

Do ponto de vista médico, os benefícios dos ultrassons em 3-D e 4-D parecem ser limitados em relação ao ultrassom comum. Às vezes eles podem ser úteis para mostrar mais detalhes sobre alguma anormalidade já detectada. Também ajudam a diagnosticar problemas como o lábio leporino, para preparar a família e já deixar os médicos prontos para uma eventual cirurgia depois do parto. O ultrassom em 3-D também pode ser útil para avaliar o coração e outros órgãos internos.

A melhor fase para fazer um ultrassom em 3-D ou 4-D é entre 26 e 30 semanas de gravidez. Antes disso o bebê tem pouco tecido adiposo sob a pele, ou seja, é magrinho demais, e os ossos do rosto ficam muito visíveis. Depois de 30 semanas, pode ser que a cabeça fique numa posição difícil de alcançar, muito afundada na sua pelve, e o ultrassonografista pode ter dificuldade em obter uma boa imagem.

É bom ter consciência também de que nem sempre as fotos ou as imagens vão sair bonitinhas e claras como a gente quer. Tudo depende da posição em que o bebê está, e, no caso da “foto” do ultrassom em 3-D, que ele não fique se mexendo. A posição ideal é com o rosto virado para fora da barriga, com bastante líquido amniótico na frente e sem a interferência do cordão umbilical.

Se o bebê estiver virado para as suas costas ou estiver com o rosto muito próximo da parede do útero, a imagem pode ficar difícil. A presença de uma camada de gordura na barriga da mãe também interfere na clareza da imagem.

Nesse tipo de ultrassom também dá para ver com detalhes o sexo do bebê.

2 Resposta para Saiba mais sobre Ultrassom 3D/4D

  1. Jeane disse:

    Olá boa tarde
    Quero mais informações sobre o trabalho de vocês tais como endereço, valores,etc…

    Estou aguardando….
    Grata!

  2. suporte.cristianferraz disse:

    Olá, Jeane, obrigado pelo contato. Sobre a sua solicitação, pedimos, por gentileza, que entre em contato com um dos nossos canais de atendimento ao paciente. São eles: (75)3311-3771/3311-3772/ 3311-3773. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree