Tag Arquivos: Alimentação

Quer emagrecer? Coma devagar! Segundo especialistas, esse hábito reduz a ingestão alimentar

granola-e-seus-beneficios-70-320

Dois novos estudos realizados por pesquisadores da Universidade de Rhode Island estão sustentando a hipótese de que a velocidade que se come influencia na quantidade de comida ingerida. Os estudos descobriram também que homens e obesos comem mais rápido que as mulheres e pessoas mais magras, respectivamente. Também foi constatado que grãos refinados são consumidos mais rapidamente do que grãos integrais.

Kathleen Melanson, professora de nutrição e uma das responsáveis pela pesquisa, descobriu junto com sua equipe que pessoas que comem rapidamente consomem mais gramas de comida que pessoas que comem mais lentamente. Também foi descoberto o que chamaram de “diferenças de gênero”, em que se percebeu que homens consomem cerca de 80 calorias por minuto, enquanto as mulheres ingerem 52 calorias durante o mesmo tempo. “Os homens que relataram comer devagar comeram em uma taxa quase igual às mulheres que relataram comer rapidamente”, afirmou Melanson.

O resultado de um dos estudos mostrou uma forte associação entre a velocidade de alimentação e o índice de massa corporal (IMC). “Uma teoria que estamos seguindo é a de que comer rapidamente pode estar relacionado a maiores necessidades de energia, já que homens e pessoas mais pesadas apresentam essa necessidade aumentada”, disse a pesquisadora.

O que também chamou a atenção dos pesquisadores foi o tempo que os indivíduos que participaram da pesquisa levaram para comer grãos integrais e refinados – os cereais integrais levaram muito mais tempo para serem consumidos do que os refinados. “Os grãos integrais são mais fibrosos, fazendo com que a pessoa mastigue mais”, explicou.

A pesquisadora afirma que sua pesquisa demonstrou que comer devagar resulta em um número significativamente menor de calorias a serem consumidas. No entanto, ela explica que não deve ser considerado apenas o benefício de se levar mais tempo para comer. “Não é apenas o quanto se leva para ingerir um alimento, mas sim como você come”.

“Leva tempo para o seu corpo processar os sinais de plenitude. Comer de modo mais lento pode dar tempo para o cérebro registrar que você está satisfeito antes que você tenha comido demais”, conclui.

Alimentação e Gravidez

alimentos

A melhor garantia para a sustentação da gravidez é uma alimentação variada e rica em carnes e frutas. Na opinião de vários especialistas é nos alimentos que o bebê encontra importantes fonte de vitaminas, como os sais minerais e vários outros nutrientes considerados indispensáveis ao desenvolvimento intrauterino. Prefira comer para dois e não por dois. Em caso de alguma dúvida, converse com o seu médico ou procure por um especialista que são os profissionais indicados para orientar sobre a alimentação mais adequada.

Vitamina A

- Auxilia o desenvolvimento celular, crescimento ósseo e na formação do broto dentário do feto. Interfere no desenvolvimento do tecido ocular e no sistema imunológico da gestante.
- Carência severa: diminuição das defesas contra infecções.
- Onde encontrar: leite e derivados, gema de ovo, fígado, frutas como laranja e mamão, couve e vegetais amarelos.

Ácido Fólico

- Carência severa: risco de malformação fetal.
- Onde encontrar: fígado e verduras de cor verde-escura, como brócolis.
- Tem influência na produção de núcleo celular (DNA), que determina a formação do bebê. Muitos obstetras sugerem aumentar a ingestão desse nutriente assim que a mulher resolve engravidar.

Carboidrato

- Encontrado na batata, arroz e massas, como pão e macarrão.
- Fonte de energia do organismo. Sem ele o corpo queima gorduras e proteínas, o que não é recomendável principalmente na gestação.
- Carência severa: fadiga excessiva.

Ferro

- É necessário para a formação das células sangíneas do feto. O aumento do volume sanguíneo na mãe também exige maior produção de hemoglobina, pigmento que dá a cor vermelha às células do sangue e responsável pelo carreamento do oxigênio. O ferro á matéria-prima da hemoglobina.
- A carência severa provoca anemia materna. O ferro pode ser encontrado no fígado, carnes em geral, leguminosas como o feijão.

Continue lendo…